Microbiologia tem mercado crescente na agricultura

12/11/2020

Da Redação FEBRAPDP

Fernando Andreote – Foto: Arquivo pessoal

 

No dia 2 de dezembro, segundo dia do 17º Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha, o professor da ESALQ/USP na área de Biologia do Solo com foco em microbiologia, Fernando Andreote, vai falar sobre oportunidades e estratégias do uso de produtos biológicos nos sistemas de produção. Sua palestra faz parte do Painel 4, que trata do tema Inovações para o manejo do sistema. Membro afiliado da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e com pós-doutorado na área de microbiologia ambiental, atualmente ele acopla seu conhecimento teórico sobre sistemas microbianos em solos utilizados na agricultura.

Sobre isso, Andreote explica que a microbiologia tem se mostrado como área crescente na agricultura, o que se deve ao fato de sistemas agrícolas operarem com participação microbiana abaixo de seu potencial. “Estamos começando a compreender melhor os efeitos da agricultura sobre o sistema biológico dos solos, e com isso, estamos desenvolvendo novas estratégias de manejo, bem como novos conceitos de produtos biológicos, os quais podem contribuir para uma maior performance da agricultura”.

“Minha apresentação sobre o tema vai mesclar conceitos teóricos com aspectos práticos da microbiologia do solo, caminhando por diversos pontos, mas destacando as formas sob as quais a microbiologia tem sido empregada para o desenvolvimento de tecnologias que auxiliam na eficiência agrícola, unindo aspectos de produtividade e sustentabilidade”.

 

É preciso conhecer melhor esse mercado em expansão

De acordo com Andreote, este assunto tem grande importância pois embasa um mercado crescente na agricultura, repleto de resultados, mas ainda cheio de dúvidas pelos produtores e consultores. Conhecer melhor os conceitos de microbiologia do solo, e assim os produtos que estão sendo empregados na prática, deve trazer assertividade aos formadores de opinião e aos usuários destes sistemas.

“Espero, com a palestra, auxiliar na compreensão sobre as formas em que processos biológicos operam em sistemas de produção agrícolas. Assim sendo, acoplar isso ao SPD é fundamental, uma vez que este sistema, quando bem executado, é muito atrativo para exploração deste potencial. Desta forma, acredito que o público deverá ter ganhos ao final de minha apresentação, voltados principalmente a uma melhor compreensão de pontos importantes e repleto de dúvidas na área de microbiologia do solo. Espero agregar valor conceitual a este tema, e também deixar mais claro a forma como os diferentes produtos biológicos podem auxiliar numa maior eficiência da agricultura”, conclui.

 

Painel 4

O Painel 4 do 17º Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha, que este ano acontece entre os dias 1 e 3 de dezembro em plataforma digital, terá ainda como palestrantes a pesquisadora da Embrapa Cerrados Ieda Mendes, com o tema Bioanálise de solo: Uma maneira simples e eficiente para avaliar a saúde do solo, e o pesquisador Eder Martins, da Embrapa Cerrados, falando sobre o potencial do uso de pós de rochas (agrominerais silicáticos) em sistemas de produção sob plantio direto. O painel termina com um debate entre os palestrantes moderado pelo pesquisador Carlos Pitol.

 

Inscrições

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas diretamente pelo site oficial do 17º ENPDP (inscreva-se aqui). Até o dia 15 de novembro, o valor das inscrições será de R$ 50,00; após essa data será de R$ 65,00.  Quem já tiver feito a inscrição no valor antigo, terá a diferença deste valor restituída.