Programa facilita acesso a plantas de cobertura em Santa Catarina

12/11/2020

Da Assessoria de Imprensa EPAGRI

Os kits têm pelo menos duas espécies ou cultivares de plantas para adubação verde, além de insumos para a melhoria do solo - Foto: Divulgação Epagri

 

Uma das maiores dificuldades dos agricultores que usam plantas de cobertura é a disponibilidade de sementes. “Algumas vezes simplesmente não há como comprar; outras vezes, as sementes são de qualidade duvidosa ou preço elevado. E frequentemente as opções ficam restritas a poucas espécies, como aveia preta no inverno e milheto para o verão”, diz Juliane Knapik Justen, coordenadora do programa de Desenvolvimento e Sustentabilidade Ambiental da Epagri. Mas em Santa Catarina, os agricultores podem contar com o incentivo do Kit Solo Saudável, que facilita o acesso às sementes.

O kit integra, desde o ano passado, o Programa Terra Boa da Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural. O objetivo da iniciativa é facilitar o acesso dos agricultores catarinenses a sementes de plantas de cobertura, colaborando para melhorar a qualidade do solo e a produtividade das culturas agrícolas. O programa também busca motivar as cooperativas e empresas agropecuárias a oferecer maior variedade dessas sementes.

 

Como funciona

Para ter acesso ao kit, o agricultor deve procurar a Epagri de seu município. Os técnicos da Empresa orientam sobre o acesso ao programa e elaboram um projeto para aquisição de sementes de plantas de cobertura e insumos, de acordo com as necessidades da propriedade e a disponibilidade da região. Os kits são compostos por sementes de, ao menos, duas espécies ou cultivares de plantas para adubação verde, além de insumos para a melhoria do solo. Os técnicos da Epagri assessoram e acompanham os agricultores que adquirem o kit.

 

Pagamento facilitado

O valor do kit é de até R$ 2 mil, que pode ser dividido em duas cotas de R$ 1 mil, para sementes de verão e sementes de inverno. O produtor tem dois anos para pagar, sem juros, com parcelas anuais. Se o pagamento for único, o beneficiário recebe desconto de 60% sobre o valor da segunda parcela.

A Epagri é a única responsável pelo cadastramento dos produtores no programa e pela emissão da Autorização de Retirada (AR), documento que permite ao beneficiário retirar o kit de produtos junto às cooperativas ou empresas credenciadas. Em 2020, o período para participar do programa Kit Solo Saudável vai até o dia 20 de novembro. 

 

Agricultura sustentável

Um dos beneficiados pelo programa é o jovem agricultor Igor Studzinski, de Criciúma, no Sul de Santa Catarina. Interessado em diversificar a variedade de plantas de cobertura para fazer o plantio direto da soja, ele procurou a Epagri e adquiriu, neste ano, 350kg de sementes de aveia, azevém e nabo forrageiro por meio do Kit Solo Saudável. “Decidimos usar o kit para melhorar a fertilidade do solo, em específico aumentar a matéria orgânica e melhorar a microbiologia do solo para ter maiores rendimentos com uma produção mais sustentável. O resultado superou as expectativas, e no próximo ano pretendemos utilizar em área total”, diz o agricultor.

Igor já percebe bastante diferença onde usou as plantas de cobertura, como aumento da vida no solo, da presença de minhocas e da retenção de água. “O aumento da retenção de água acredito que foi o mais expressivo. Outra melhoria que se percebe ao usar plantas de cobertura é um solo mais macio e frouxo por conta da diversidade das raízes e também um uso menor de herbicidas para controle de plantas daninhas na cultura subsequente”, conta.

Em Lontras, no Vale do Itajaí, o kit é um aliado do agricultor Juarez Penz no caminho para uma agricultura mais sustentável. Com apoio da Epagri, Juarez vem adotando práticas conservacionistas do solo e da água na propriedade localizada na comunidade Alto Concórdia. Recentemente, ele adquiriu sementes de milheto e Crotalaria ocholeuca por meio do Kit Solo Saudável e adotou o plantio direto em 1 hectare de cultivo de cebola. Apesar do pouco tempo, o agricultor já consegue ver os benefícios da adubação verde e planeja ampliar as práticas conservacionistas para toda a propriedade, que tem cerca de 15 hectares.

 

Solo protegido, solo saudável

As plantas de cobertura (também conhecidas como adubos verdes) têm o papel de proteger a superfície e melhorar as condições químicas, físicas e biológicas do solo, beneficiando as culturas comerciais. Elas oferecem vantagens como controle da erosão, aumento da matéria orgânica, controle da temperatura do solo, aumento da fauna benéfica, manejo adequado de plantas daninhas, pragas e doenças nas lavouras.

Clique aqui e encontre a Epagri do seu município para se informar sobre o acesso ao Kit Solo Saudável.