Matéria orgânica: componente chave de nossa agricultura

08/10/2020

Da Redação FEBRAPDP

Foto: Abisolo

 

Construção do perfil de solo: mitos e fatos - Manejando a matéria orgânica visando a melhoria de atributos químicos, físicos e biológicos do solo em sistemas de produção sob plantio direto. Este é o tema da palestra que abre o primeiro painel do 17º Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha, no dia 1º de dezembro. No palco virtual da plataforma de transmissão online, o professor João Carlos de Moraes Sá — o Juca Sá —, da Universidade Federal de Ponta Grossa, CNPq e membro da FEBRAPDP, vai mostrar porque manejar o solo é manejar a matéria orgânica.

Segundo ele, o conceito atual de fertilidade solo está alicerçado na interação entre os atributos químicos físicos e biológicos que, com o passar do tempo, vão promovendo uma série de impactos que desenvolvem a qualidade do solo. “É nesse contexto que nós podemos afirmar que a matéria orgânica é o componente-chave que controla esses atributos. Por exemplo, quando temos uma perda da matéria orgânica no solo, haverá impactos no aumento da densidade, no aumento da resistência à penetração, na redução da porosidade do solo, na redução da infiltração, isso irá afetar o desenvolvimento da comunidade microbiana que necessita de água, ar e nutrientes para promover todo o processo de decomposição, e que também terá um efeito sobre, por exemplo, a CTC do solo”.

Ele prossegue: “para termos uma ideia, nos solos brasileiros que, em sua grande maioria é constituído de solos ácidos e pobres em bases e com uma concentração elevada de alumínio e muito escassos em fósforo, a matéria orgânica é o componente chave das cargas do solo. Algo  em torno de 70 a 90% da CTC é originada pela matéria orgânica. Isso significa que, para o funcionamento do solo, o manejo da matéria orgânica através de sistemas de produção que aportem uma quantidade mais robusta de palhada irá proporcionar, com o passar do tempo, esse acúmulo de matéria orgânica e que irá refletir nessas propriedades, nesses atributos. Então é fundamental a gente pensar que, em solos tropicais, o manejo da matéria orgânica é o componente-chave para o sucesso na nossa agricultura”.

 

Inscrições e Resumos

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas diretamente pelo site oficial do 17º ENPDP (inscreva-se aqui). Até o dia 15 de novembro, o valor das inscrições será de R$ 50,00, após  essa data será R$ 65,00.  Quem já tiver feito a inscrição no valor antigo, terá a diferença deste valor restituída.

A organização lembra ainda que os resumos devem ser enviados até o dia 10 de outubro. Para mais informações, acesse o site do 17º ENPDP ou entre em contato através do e-mail enpdp2020@fbeventos.com.