17º ENPDP será 100% digital

27/08/2020

Da Redação FEBRAPDP

A organização do 17º Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha (ENPDP) encontrou um caminho para tornar o evento — que é um dos mais importantes da agricultura sustentável no Brasil — ainda maior e mais abrangente do que naturalmente já seria. Em sua primeira edição totalmente online, resultado das necessárias medidas de segurança sanitária em função pandemia do novo coronavírus, o 17º ENPDP estará mais acessível do que nunca: acesso remoto e valor das inscrições significativamente reduzido. Ganham os palestrantes, ganha o público, ganha a agricultura com a circulação ainda mais democrática e ampla de informações técnicas importantes para a realização da sustentabilidade na prática.

Entre os dias 1 e 3 de dezembro, toda a programação de palestras e debates com os melhores especialistas e produtores, exposição de resumos científicos e até dia de campo virtual, reunindo as melhores propostas e soluções para o desenvolvimento tecnológico, econômico, social e ambiental será materializada nas telas de computadores, smartphones e tablets de um número muito maior de participantes espalhados por todo o Brasil e em outros países.

“Este evento totalmente digital é inédito para a Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação (FEBRAPDP). E, tanto para nós como para instituições e empresas parcerias, antes de ser uma limitação está sendo uma grande oportunidade. Em sua versão presencial, inicialmente programada para o final de julho passado, em Dourados, MS, a expectativa de público era de até mil pessoas, as quais ainda teriam custos de viagem, hospedagem, alimentação, etc.; além de terem que reservar de três a quatro dias da agenda da semana por conta de evento. Esse formato digital, não apenas todos esses custos são eliminados, mas também permite que o público, formado por produtores, estudantes, pesquisadores, técnicos e empresários, possa participar no conforto da sua casa, do seu trabalho, do carro”, informa Jônadan Ma, presidente da FEBRAPDP.

Ainda segundo ele, os inscritos poderão assistir a todas as palestras e apresentações, além de também poderem interagir com os professores, pesquisadores, palestrantes, produtores rurais e empresas que vão continuar expondo seus produtos e serviços. Jônadan considera esse detalhe muito importante, uma vez que, hoje, não basta apenas a ter acesso ao conhecimento técnico, mas também acesso às ferramentas.

 

Valor simbólico para as inscrições

O melhor de tudo, de acordo com o presidente da FEBRAPDP, “é que o acesso ao conteúdo de altíssima qualidade será mantido e com os custos de inscrição substancialmente reduzidos. O valor ainda não está definido, mas o que já se sabe é que será praticamente simbólico. Isso vai permitir um acesso tremendo a participantes do Brasil e do mundo”.

“Haverá, inclusive, atividades de campo. O dia de campo vai ser virtual e todos vão poder assistir. Teremos uma novidade que não seria possível se tivesse só presencialmente: nós estamos filmando agora as etapas na cultura de inverno, as plantas de cobertura e vamos ver, em dezembro, o comportamento das culturas de verão já instaladas. Isso vai nos permitir comparar tudo aquilo que foi realizado no período de outono e inverno em termos de manejo de solo e de plantas de cobertura. Ofereceremos também não só tudo que tá sendo demonstrado lá na Universidade Federal da Grande Dourados, mas também vamos contar com materiais ao vivo ou gravados de outras estações de pesquisa e experimentais e de fazendas do Paraná, Bahia e de outros estados também”, detalha Jônadan.

 

Resumos e Inscrições

A organização lembra ainda que os resumos devem ser enviados até o dia 10 de outubro. As inscrições para o evento estão abertas, mas somente nos próximos dias poderão ser feitas nos novos valores. Quem já tiver feito a inscrição no valor antigo, terá a diferença deste valor restituída. Acompanhe pelos canais da FEBRAPDP. Para mais informações, acesse o site do 17º ENPDP ou entre em contato através do e-mail enpdp2020@fbeventos.com.

O evento é promovido pela Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação – FEBRAPDP e, nesta edição, realizado pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Embrapa Agropecuária Oeste, Fundação MS, Grupo Plantio na Palha - Dourados/MS e Sindicato Rural de Dourados, com o apoio da FAMASUL, CREA, CONFEA, Prefeitura Municipal de Dourados, SICREDI, Cooperativas e outras importantes instituições da região e do Estado do MS.