Magín Luis Meza Araujo - Um grande amigo trabalhador da conservação do solo do Paraguai e do Mundo

21/11/2019

Da Redação FEBRAPDP - PorMiguel Ken Morya (MAG Paraguay) e o Luis Cubilla (FEPASIDIAS) e o Calegari (IAPAR)

 

No centro da foto, Meza ladeado por estudantes

Recentemente, a agricultura sustentável sofreu uma significativa perda com o falecimento do engenheiro agrônomo paraguaio Magín Luis Meza Araujo, no dia 23 de setembro último. Com uma atuação muito efetiva na área de conservação de solo e disseminação do Sistema Plantio Direto, Magín Meza contribuiu largamente para a consolidação de uma cultura de sustentabilidade nos meios de produção agrícola de seu país.

De acordo com Ademir Calegari, pesquisador do Iapar, Magin Meza também foi um excelente amigo e companheiro de brasileiros, produtores, técnicos, com quem sempre compartilhou suas grandes experiências, além de todo o seu espírito coletivo e amizade para com a Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação – FEBRAPDP.

Da esquerda para a direita, Magin Meza, Norman Borlaug (ganhador do Prêmio Nobel da Paz, em 1970), Teófilo Prieto e Vitor Ramires

“É uma perda lamentável. Um grande amigo que nos deixa um grande legado de luta, persistência. Sempre procurando melhores estradas para a agricultura paraguaia e mundial! Deixa o exemplo de um grande cidadão e amigo da Mãe Natureza. Um exemplo para todos nós seguirmos”, ressalta o pesquisador do Iapar.

Abaixo, Ademir Calegari, faz um resumo da trajetória e da relevância deste homem que tanto colaborou para um mundo melhor:

Em 1987, como técnico extensionista do Ministério da Agricultura e Pecuária do Paraguai (Ministerio de Agricultura y Ganadería del Paraguay - MAC), deu início a suas atividades junto aos pequenos produtores da agricultura familiar na localidade de Edelira 21, no departamento de Itapúa, Paraguai, com a introdução de sementes de adubo verde do Brasil.

Magín começou seu trabalho espalhando o uso de cinzas de mucuna com milho para melhorar a fertilidade do solo. Posteriormente, em 1993, ingressou na equipe técnica do Projeto de Conservação do Solo MAG - GTZ, liderada pelo engenheiro agrônomo Rolf Derpsch, que tinha como objetivo a disseminação do Sistema de Plantio Direto no Paraguai.

Ao lado direito do Magin Meza, está Nonô Pereira, nosso saudoso Nonô, pioneiro do PD no Brasil e presidente da FEBRAPDP por três vezes. Bem atrás do Nonô está Maury Sade, que foi diretor administrativo da Federação por 20 anos, 1992 a 2012. Ao lado direito de Meza, está Herbert Bartz, também pioneiro do PD no Brasil e ex-presidente da FEBRAPDP

Seu trabalho com pequenos agricultores para a adoção do Sistema de Plantio Direto foi extraordinário. Formou a Associação de Semeadura Direta à Tração Animal (ASDTA), com a qual desenvolveram e validaram implementos de tração animal construídos no país por grandes colaboradores do SPD.

  • Ele participou ativamente do desenvolvimento e validação da produção de grãos nos campos nativos do departamento de Missões com técnicos da MAG e Cámara Paraguaya de Exportadores y Comercializadores de Cereales y Oleaginosas – CAPECO;
  • Participou do desenvolvimento, validação e disseminação da produção de algodão, soja e milho, convencional e transgênica, em um sistema de rotação com adubos verdes na agricultura familiar, com o MAG e o Instituto de Biotecnologia – INBIO;
  • Treinou técnicos e produtores em adubos verdes e rotação de culturas no âmbito do Treinamento da Federação Paraguaia de Plantio Direto para uma Agricultura Sustentável (Federacion Paraguaya de Siembra Directa para una Agricultura Sustentable - FEPASIDIAS) e da Associação Rural do Paraguai;
  • Ele era um membro ativo da Sociedade Paraguaia de Ciência do Solo (SOPACIS)