Crotalária é alternativa para controlar nematoide

Assessoria de Imprensa Emater PR 21/06/2019
Foto: Divulgação

O nematoide é uma praga que pode reduzir em até 90% a produtividade de lavouras como a soja, o milho, o feijão e o café. O verme microscópico, presente no solo, parasita as plantas e compromete o seu sistema radicular, causando desenvolvimento anormal, baixo crescimento, raízes deformadas, e folhas amareladas. Extensionistas do Instituto Emater estão divulgando entre os produtores o plantio de Crotalaria spectabilis como forma de controlar a praga. A leguminosa reduz sensivelmente a população de nematoides no solo, além de fornecer nutrientes para as plantas.

No município de Doutor Camargo, noroeste do estado, alguns produtores já adotaram o plantio de crotalária no inverno. É uma forma de manter o nematoide sob controle e ainda fazer a rotação de culturas. O extensionista Sílvio Cesar dos Santo Ferrari, do Instituto Emater de Doutor Camargo, afirmou que o nematoide penetra na raiz das plantas e suga os nutrientes, comprometendo seriamente o seu desenvolvimento e produtividade. "A crotalária elimina alguns fluidos que podem diminuir a ocorrência da praga ou até mesmo eliminar o nematoide do solo", observou. Além disso, o extensionista lembrou que a leguminosa também aumenta o volume de matéria orgânica do solo e auxilia no controle da erosão.

Na última quarta-feira, dia 18, produtores de Doutor Camargo conheceram de perto os detalhes do plantio da crotalária. Os técnicos do Instituto Emater promoveram um dia de campo, na comunidade Estrada Bandeirantes, para mostrar como é feito o manejo da leguminosa. A atividade foi realizada na propriedade de Nazareno Maróstica que cultiva mais de 700 hectares de soja. Há três anos ele vem fazendo o plantio da crotalária em uma área de 24 hectares. A leguminosa é cultivada no inverno, em vez do milho safrinha. "A crotalária também pode ser plantada no verão. Ela ajuda a fazer a rotação da cultura e melhora a reciclagem de nutrientes do solo", informou Ferrari.

O extensionista informou que o plantio da crotalária é feito com semente. "Se for o plantio solteiro usa-se 15 kg de semente por hectare. Já o cultivo consorciado com aveia, por exemplo, é feito com 8 a 10 kg por hectare", acrescentou Ferrari. Ele disse que a semente precisa de boas condições de umidade e solo não compactado durante o plantio. "Noventa dias depois da semeadura acontece o florescimento. Neste período deve ser feita a dessecação ou, nas propriedades menores, o produtor pode usar o rolo-faca na área. Assim ele evita que a crotalária sementeie e cause problemas para a lavoura seguinte", explicou Ferrari.

O dia de campo sobre o plantio de crotalária para o controle do nematoide foi organizado pela Cocamar e Instituto Emater.