Projeto voluntário Plantando Batata com Ciência completa 10 anos

08/06/2018

Sob apoio da Microgeo e da FUNDAG, iniciativa visa ensinar ciências para crianças do 5° ano do Ensino Fundamental por meio da sanidade vegetal

 

 

Por Letícia Milaré, Assessoria de Imprensa Microgeo

 

 

Ensinar os conceitos básicos de ciências e moldar, desde a infância, potenciais cientistas conscientes da importância da sanidade vegetal – esse é o trabalho que o projeto Plantando Batata com Ciência vem realizando há 10 anos na escola pública CEIEF Prof. Jamile Caram de Souza Dias, em Limeira (SP). Ao longo dessa trajetória, a iniciativa já atendeu mais de 800 alunos da rede pública, de 9 a 11 anos de idade, e recebeu a visita de cientistas e estudantes de vários cantos do globo, como Brasil, Canadá, China, EUA e Alemanha. 

Segundo o pesquisador e idealizador do projeto, Dr. José Alberto Caram de Souza Dias, os conceitos que os estudantes aprendem ao participarem do programa vão desde a observação, acompanhamento e avaliação de plantas de batata com e sem sintomas de viroses, até anotações e debates entre os colegas de classe e professores sobre o assunto. Para isso, cada estudante planta e acompanha o desenvolvimento de quatro brotos destacados de tubérculos de batata sadios e um broto de batata infectada. 

"A partir de então, os alunos aprendem que não se pode transplantar sementes ou mudinhas de plantas de um local para outro sem antes saber se elas estão sadias ou, então, quais são as viroses transmitidas por insetos e como isso pode prejudicar as áreas econômicas, sociais e ambientais do nosso país", explica Dias. Um dos pontos abordados ao longo do projeto, por exemplo, são os enormes prejuízos que os vírus de plantas podem trazer para a agricultura local. 

Apoiada desde o início pela empresa Microgeo, que desenvolve um programa de reestruturação do solo por meio do Adubo Biológico Microgeo, e pela Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola (FUNDAG), o projeto "Plantando Batata com Ciência" já é um sucesso consolidado. Além de ter sido divulgado em um jornal de medicina vegetal, na Alemanha, a tecnologia IAC do Broto/Batata-semente, aplicada no projeto, foi premiada em 1° lugar pelo CONSEA-SAA-SP, recebendo o "Prêmio Josué de Castro", no dia mundial de combate à fome e desnutrição. 

No dia 15 de junho, às 10h, será realizada uma nova edição do evento "Dia de Transmissão", na Escola Municipal de Cordeirópolis Profª. Nazareth Lordello. Na ocasião, alunos das 4° e 5° séries do ensino fundamental apresentarão alguns resultados obtidos ao longo do projeto "Plantando Batata com Ciência". O evento é aberto para pais, parentes, professores, autoridades do ensino e demais convidados. 

Saiba mais sobre o projeto: https://www.youtube.com/watch?v=Ac--vVqNwEg&t=3s