Entidade de Utilidade Pública Federal desde 1998
FEBRAPDP SISTEMA PLANTIO DIRETO IRRIGAÇÃO PROJETOS PUBLICAÇÕES ENPDP PARTICIPE
Português / English
Newsletter




Benefícios e desafios da Integração Lavoura-Pecuária na melhoria da qualidade dos solos do Cerrado

Por Miguel Marques Gontijo Neto¹, Emerson Borghi², Álvaro Vilela de Resende³ e Ramon Costa Alvarenga4



Foto: Sandra Brito/EmbrapaCaption


Com base na análise apresentada pela Food and Agriculture Organization of the United Nations (FAO), a demanda global de alimentos está aumentando como resultado do crescimento populacional e das mudanças nas dietas. De acordo com Alexandratos e Bruinsma (2012) e Tilman et al. (2011), as previsões são de que a taxa de acréscimo na demanda global de produtos agrícolas (incluindo alimentos, rações, fibras e biocombustíveis) seja de 1,1% ao ano no período entre 2005/2007 e 2050. Apesar da diferença na taxa de demanda alimentar neste período ser inferior à verificada nas quatro décadas anteriores, em torno de 2,2%, as quantidades absolutas de alimentos necessárias para alimentar o mundo em 2050 aumentarão substancialmente.


Se as trajetórias atuais de crescimento populacional, de mudanças na dieta e de gerenciamento de resíduos alimentares permanecerem inalteradas, a demanda global de alimentos, consequentemente a produção agrícola, precisará aumentar em 60% em relação a 2005 para atender à demanda de alimentos em 2050, sendo necessários acréscimos na produção atual na ordem de 940 milhões de toneladas de cereais, 196 milhões de toneladas de carne e 133 milhões de toneladas de óleo vegetal (Alexandratos; Bruinsma, 2012).
Neste cenário, espera-se que o Brasil dobre sua produção agrícola, o que, mais do que uma responsabilidade, pode ser uma grande oportunidade para o agronegócio brasileiro, uma vez que o país detém recursos naturais e potencial de desenvolvimento tecnológico para a implementação de sistemas sustentáveis de produção agropecuária suficientes para o atendimento desta demanda, destacando-se que nos últimos 20 anos a produção e a produtividade agrícola cresceram mais do que a média mundial.


Frente a grande oportunidade/demanda por ampliação na produção agropecuária nacional, os produtores rurais e técnicos enfrentam diariamente o desafio de obter maiores produtividades por unidade de área, principalmente em condições de exploração já antropizadas tanto pela atividade agrícola quanto pela exploração pecuária, esta última em grande parte efetuada em grandes áreas de forma extrativista. No contexto atual, a impossibilidade de dissociação entre aumento da produtividade e otimização dos recursos naturais disponíveis é pauta de assuntos governamentais e de necessidade mundial e, neste sentido, são também preponderantes as preocupações com os aspectos sociais e ambientais do processo produtivo.


Assim, os sistemas de produção atuais devem se embasar na intensificação sustentável, na utilização dos recursos disponíveis, compreendendo o uso de ativos naturais, sociais e capital humano combinados com o uso das melhores tecnologias e insumos disponíveis (melhores genótipos; práticas de manejo e agroquímicos mais ecológicos) que minimizem ou eliminem danos ambientais. Neste sentido, a intensificação sustentável no uso do solo, fundamental para melhoria dos índices de produtividades agropecuário e atendimento à demanda mundial por alimentos, fibras e bioenergia, passa pela construção e manutenção da fertilidade dos solos agricultáveis, principalmente nas áreas com solos de baixa fertilidade natural.


Para acessar a publicação, clique aqui.

¹Miguel Marques Gontijo Neto é Engenheiro Agrônomo, D.Sc. em Zootecnia, Pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo
²Emerson Borghi é Engenheiro Agrônomo, D.Sc. em Agronomia, Pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo
³Álvaro Vilela de Resende é Engenheiro Agrônomo, D.Sc. em Solos e Nutrição de Plantas, Pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo
4Ramon Costa Alvarenga é Engenheiro Agronômo, D.Sc. em Solo e Nutrição de Plantas, Pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo


Artigo originalmente publicado no Jornal Informações Agronômicas, do International Plant Nutrition Institute (IPNI).

Por Miguel Marques Gontijo Neto¹, Emerson Borghi², Álvaro Vilela de Resende³ e Ramon Costa Alvarenga4 - 11/05/2018 - 15:45:22


Imprimir Fazer PDF Compartilhar por E-mail
457 notícias encontrados. 46 páginas. Mostrando página manejo-do-solo-e-inoculaCAo-da-braquiAria-sAo-destaques-da-embrapa-soja-no-tecnoshow
Buscar em NOTÍCIAS:
SEDE
Avenida Presidente Tancredo Neves, N° 6731
Parque Tecnológico de Itaipu
Edifício das águas 2° Andar sala 201.
CEP: 85867-900
Foz do Iguaçu - Paraná - Brasil.
+55 45 3529-2092
febrapdp@febrapdp.org.br
FEBRAPDP - Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação
Filiada à CAAPAS
Confederação das Associações Americanas para uma Agricultura Sustentável


Correspondência
Caixa postal: AC PTI 2140
CEP: 85867-970
Foz do Iguaçu - Paraná - Brasil.