Entidade de Utilidade Pública Federal desde 1998
FEBRAPDP SISTEMA PLANTIO DIRETO IRRIGAÇÃO PROJETOS PUBLICAÇÕES ENPDP PARTICIPE
Português / English
Newsletter




Pesquisa aponta práticas de conservação do solo para renovação de pastagens degradadas

Estão sendo testados tipos de preparo de solo como aração do solo em nível e morro abaixo e o plantio direto, sem preparo do solo


 Por Tatiana Caus, Assessoria de Comunicação do Incaper


Foto: Incaper

Foto: Incaper




A degradação dos ecossistemas agrícolas é uma preocupação recente que aflige agências governamentais e a sociedade, já que tem se tornado um fenômeno comum, principalmente em agroecossistemas tropicais. Neste aspecto, destaca-se a degradação das pastagens, que ocupam extensas áreas em todo o território brasileiro, resultando em sérios problemas ambientais e econômicos. O Espírito Santo apresenta mais de 393 mil hectares de áreas degradadas, sendo 61% ocupadas com pastagem.


Pensando nisso, no Dia Mundial da Conservação de Solo, o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) destaca uma pesquisa que tem feito a diferença em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado. O trabalho em questão é desenvolvido pelo pesquisador do Incaper, Gustavo Soares de Souza e é realizado desde janeiro do ano passado, na Fazenda Experimental Bananal do Norte (FEBN), e tem potencial de ser aplicado em toda a Bacia do Rio Itapemirim.


A pesquisa tem foco no uso de práticas conservacionistas para renovação de pastagens degradadas em relevo declivoso, característico da Bacia do Rio Itapemirim. Para isso, estão sendo testados tipos de preparo de solo como aração do solo em nível e morro abaixo e o plantio direto, sem preparo do solo. Estes tipos de manejo estão sendo avaliados em pastagem de braquiária a pleno sol e consorciada com eucalipto e gliricídia. Esse trabalho visa comparar o efeito destes sistemas de manejo sobre a qualidade do solo, as perdas de solo e água (erosão) e o desenvolvimento da pastagem.


 “Espera-se nesta pesquisa, que a semeadura direta realizada após a correção da fertilidade do solo e o consórcio da pastagem com eucalipto e gliricídia promovam melhorias na qualidade do solo, reduzam as perdas por erosão hídrica sem redução significativa na produtividade da pastagem. Espera-se ainda que o preparo do solo em nível com tração animal minimize o processo erosivo em relação à aração morro abaixo”, explicou.


O trabalho está sendo financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) e conta com apoio da Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim, Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes).


 


Práticas de conservação de solo


O plantio direto, sem revolvimento do solo, é uma prática conservacionista muito utilizada em áreas com produção de grãos, mas ainda pouco difundida entre os pecuaristas capixabas, podendo ser uma importante opção na renovação das pastagens, principalmente em áreas com relevo declivoso, com menor custo e menor potencial de erosão no solo.


O preparo do solo em nível com tração animal é outra prática de preparo que diminui a compactação do solo e favorece a infiltração de água no solo e com isso auxilia no controle da erosão, além de proporcionar melhores condições físicas do solo para o desenvolvimento das raízes das forrageiras.


O uso de sistema silvipastoris, ou seja, que consorciam pastagem com espécies florestais é apontado como uma opção viável para a recuperação de pastagens em processo de degradação pelo maior aporte de resíduos orgânicos no solo, ciclagem de nutrientes e auxílio no controle da erosão. Além disso, melhora o microclima local, o que aumenta a umidade do solo e o conforte térmico para os animais, principalmente em locais de clima tropical.


 


Análise de solo


Vale lembrar que um dos aspectos mais importantes para uma agricultura sustentável é o conhecimento da fertilidade do solo, além de suas características e limitações, para que intervenções sejam realizadas da maneira mais racional possível, evitando-se desequilíbrios ambientais.


Pensando nisso, o Incaper recomenda, por meio de seus profissionais, a análise química do solo nas propriedades rurais. Tal ferramenta é extremamente importante para os produtores rurais, uma vez que determina os teores de nutrientes e as características que podem influenciar a disponibilidade dos nutrientes para as plantas.

Por Tatiana Caus, Assessoria de Comunicação do Incaper - 27/04/2018 - 15:22:05


Imprimir Fazer PDF Compartilhar por E-mail
457 notícias encontrados. 46 páginas. Mostrando página manejo-do-solo-e-inoculaCAo-da-braquiAria-sAo-destaques-da-embrapa-soja-no-tecnoshow
Buscar em NOTÍCIAS:
SEDE
Avenida Presidente Tancredo Neves, N° 6731
Parque Tecnológico de Itaipu
Edifício das águas 2° Andar sala 201.
CEP: 85867-900
Foz do Iguaçu - Paraná - Brasil.
+55 45 3529-2092
febrapdp@febrapdp.org.br
FEBRAPDP - Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação
Filiada à CAAPAS
Confederação das Associações Americanas para uma Agricultura Sustentável


Correspondência
Caixa postal: AC PTI 2140
CEP: 85867-970
Foz do Iguaçu - Paraná - Brasil.