Eleito diretor presidente da FEBRAPDP

Da Redação FEBRAPDP 08/02/2018

A expectativa é fortalecer representatividade nacional

Da Redação FEBRAPDP

Jônadan Ma é o novo diretor presidente da Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação (FEBRAPDP). Engenheiro agrônomo e diretor executivo do Grupo Araunah – Ma Shou Tao, Jônadan exercerá a função pelos próximos dois anos, podendo ser reeleito por mais dois mandatos consecutivos. A eleição ocorreu durante uma Assembleia Geral Ordinária dos membros da diretoria, no último dia 2 de fevereiro, no Instituto Agronômico de Campinas (IAC), município a noroeste do estado de São Paulo.

À frente da FEBRAPDP nos últimos seis anos, Alfonso Sleutjes, deixa o cargo confiante na continuidade do projeto comum. Ele relaciona o resultado positivo da sua gestão ao alinhamento de objetivos entre os membros da direção da entidade. E de acordo com Sleutjes, a mudança de atitude dos produtores em busca da qualidade integral do Sistema Plantio Direto, muito se deve ao resgate do relacionamento com a base.

“Com os fóruns que a gente vem realizando há dois anos, há um diálogo diretamente com os produtores justamente para resolver os problemas locais, isso trouxe uma aproximação importante. E hoje o assunto não é o plantio da palha em si, mas o sistema como um todo, com a rotação de cultura e todas essas questões que envolvem a sustentabilidade na agricultura.”, analisa.

As alterações estatutárias e adequações legais realizadas no início do mandato de Alfonso são outro ponto importante, porque, além, de viabilizarem maior apoio ao desenvolvimento do Plantio Direto, também trouxeram a representação da irrigação privada nacional para dentro da FEBRAPDP, visando o fortalecimento do setor junto ao governo.

“Adequamos legalmente e acrescentamos a representação na irrigação, e com isso a FEBRAPDP, além de melhorar a questão do plantio direto, hoje representa os irrigantes. Foi uma alteração bastante importante, visto que o próprio governo carecia de uma instituição que representasse o segmento, com todos os problemas que vive hoje. E o meu objetivo, como presidente da Comissão de Irrigação, criada recentemente, é tornar a FEBRAPDP também referencia nacional quanto à representação dos produtores irrigantes.”, diz Sleutjes.

Alfonso aborda ainda a relevância do trabalho com o Índice Participativo da Qualidade do Sistema Plantio Direto (IQP), que teve início na microbacia do Paraná 3. Atualmente, após a validação dos indicadores pela Embrapa, o projeto já está passando para a terceira geração com a ampliação local e para outras microbacias no Mato Groso do Sul, Goiás, São Paulo e Rio Grande do Sul.

“Outro destaque da gestão, com toda a diretoria, foi a organização de dois Encontros Nacionais de Plantio Direto, em Bonito (MS) e Goiânia (GO). E finalmente o Congresso Mundial de Agricultura Conservacionista, realizado em Rosário, num esforço conjunto com a Argentina, Paraguai e Uruguai, no ano passado.”, comenta ele.

Já acerca das expectativas para a nova gestão da FEBRAPDP, da qual continua fazendo parte, Alfonso conta com a incorporação de novas unidades federativas e aposta na captação de recursos para fortalecer a representatividade da entidade em todo país.

“Graças ao esforço do Jônadan e de outros membros da diretoria, hoje nós temos o vice do Mato Grosso, o vice do Distrito Federal, e estamos buscando outros estados como o Piauí e Tocantins; É importante essa ampliação para aumentar a nossa representação no Brasil. E outro objetivo é aumentar a captação de recursos com a continuidade do projeto Amigos da Terra e também com novas filiações. E com a mudança do estatuto não são os produtores que se filiam e sim as entidades que representam os produtores, como os Clubes Amigos da Terra, cooperativas e outras associações.”, conclui.