Ações mais flexíveis e capilarizadas fortalecem Agricultura Sustentável

15/04/2021

Da Redação FEBRAPDP

Foto: IQP

Na reunião da próxima segunda-feira, dia 19 de abril, entre empresários interessados na agenda da Agricultura Sustentável e a diretoria da Federação Brasileira do Sistema Plantio Direto – FEBRAPDP, o Projeto Amigos da Terra estará no centro das discussões; não apenas como um projeto em si, mas também na condição de uma importante ferramenta que viabiliza, em múltiplas frentes, práticas para uma agricultura efetivamente mais preocupada em ser sustentável.

 

Trata-se de uma boa oportunidade para ter contato com o que de mais efetivo, no âmbito das lavouras comerciais, está sendo feito neste momento no Brasil em prol da agricultura conservacionista. Ações presentes e tendências para o futuro pautadas pelas mentes de pesquisadores, acadêmicos, agricultores e empresários que lidam diariamente com a realidade prática do campo. E é nesse sentido, de ampliar a abrangência da visão e do pensamento sobre a agricultura sustentável e seus desafios, que a FEBRAPDP apresentará a recente decisão de abrir a filiação também para pessoa física: produtores rurais, profissionais do setor, estudantes de pós-graduação e acadêmicos.

 

De acordo com Jeankleber Bortoluzzi, gerente administrativo/coordenador de Projetos da FEBRAPDP, a ideia é aumentar a capilaridade dos trabalhos; tanto com o intuito de levar mais informações como também de receber mais informações, viabilizando uma interação mais dinâmica e abrangente.

 

“A alteração no estatuto da Federação recém-aprovado vai permitir que pessoas físicas também possam se filiar, o que inclui desde produtores rurais a estudantes, passando também por professores e profissionais ligados ao setor. Esta é uma forma de a gente gerar mais visibilidade, ter maior capilaridade e também proporcionar às empresas parceiras do projeto Amigos da Terra a possibilidade de participar, junto aos associados da Federação, das nossas mais diversas atividades, principalmente, dos eventos presenciais (quando voltarem) e online, inclusive na condição de palestrantes”, detalha Bortoluzzi.

 

Ainda segundo ele, o menu de associação para os novos membros, ainda está em fase de desenvolvimento, com previsão de lançamento para início de maio. A expectativa para o primeiro ano é de que sejam consolidadas 800 novas associações.

 

Para o presidente da FEBRAPDP, Jônadan Ma, o aumento dessa capilaridade abre um leque muito grande em termos de Brasil, aumentando consideravelmente a formação de massa crítica e também a abrangência das ações da Federação e, é claro, do Amigos da Terra e seus parceiros, permitindo uma atuação maior com vistas a suprir as necessidades, aumentando as demandas por parte dos produtores com relação a informações e tecnologias relacionadas ao Sistema Plantio Direto e à agricultura conservacionista com todas as usas tecnologias e soluções pertinentes. O que, para ele, vai melhorar significativamente a representatividade da FEBRAPDP em nível nacional.

 

“Além de passar a agregar também membros pessoa física, o novo estatuto da FEBRAPDP passou a segmentar as pessoas jurídicas associadas por categorias, gerando uma abordagem mais flexibilizada para as diferentes condições que fundações, cooperativas, associações, microempresas e sindicatos rurais possuem, e proporcionado para cada uma destas melhores condições para se associar e participar da vida ativa de nossas ações em todo o Brasil”, explica.

 

Jônadan Ma destaca ainda que todas as empresas através de seus representantes estão convidadas a participar da reunião, que será virtual. “Trata-se de é uma oportunidade para que outras empresas conheçam a amplitude do Amigos da Terra e possam se engajar na causa. Todos ganham com essa parceria: a agricultura sustentável, os agricultores, as entidades e as empresas”, destaca.

 

Para mais informações, de como participar da reunião basta enviar um e-mail solicitando as informações para: febrapdp@febrapdp.org.br