Cem anos de uma vida muito fértil

15/12/2017

 

Por sua forte atuação, Kiehl foi considerado o “pai” do adubo organo-mineral

 

Da Redação FEBRAPDP

 

Edmar Kiehl

Faleceu na última terça-feira, dia 12, em Piracicaba, SP, aos 100 anos de idade, o professor aposentado Edmar Kiehl. Ele atuou no Departamento de Ciências Solos da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP) onde lecionou de 1947 a 1980. Kiehl teve também forte atuação no campo da fertilidade do solo. Através da publicação de diversos livros e intensa defesa da compostagem, conseguiu a aprovação da lei nacional que regulamentou seu uso e fabricação no país. Foi considerado o “pai” do adubo organo-mineral. Edmar Kiehl também foi responsável pela criação do zoológico de Piracicaba. Era mágico amador nas horas vagas.

De acordo com Jorge Kiehl, filho mais velho, o professor havia sofrido há alguns meses uma queda e quebrou o fêmur. “Os médicos operaram e ele vinha se recuperando lentamente devido à idade avançada. Recentemente, porém, sua saúde veio se debilitando e a anemia se agravou”, disse.

Para Jônadan Ma, vice-presidente de Minas Gerais da Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação (FEBRAPDP), Kiehl deixa um legado de suma importância para a agricultura conservacionista. "Sou da turma F81 da Esalq e tive o privilégio de ser aluno deste grande professor! Deixa um legado indelével e que se perpetuará na academia e no campo!"

Kiehl deixa a viúva Cacilda e os filhos Jorge, Leda e Marcos, enteados, netos e bisnetos.