Movimento que cresce

30/11/2017


Ricardo Ralisch e equipe do Ministério da Agricultura
Ricardo Ralisch e equipe do Ministério da Agricultura
Frente às propostas governamentais que querem aprovar medidas que podem inviabilizar a agricultura irrigada no Brasil. A Câmara Temática de Agricultura Sustentável e Irrigação (CTASI) do Ministério da Agricultura, presidida pelo diretor da FEBRAPDP, Ricardo Ralisch, esteve reunida na última terça-feira, dia 28 de novembro, em Brasília. 

Os dois principais pontos tratados foram:

1 - A movimentação da Câmara quanto manifestar-se contra a indexação da cobrança pelo uso da água, que está sendo discutida pelo Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH). 

2 – O andamento das tratativas para reformulação do Marco Legal da Política Nacional de Irrigação e Reinserção da Irrigação dentro do MAPA. 

A duas questões são de suma importância no cenário brasileiro atual, com reflexos, inclusive, na segurança nacional, merecem ganhar espaço junto à sociedade brasileira. 

Estiveram em discussão também alguns outros pontos: 

- Rediscussão das estratégias de valorização dos barramentos;

- Andamento da proposta da incorporação da irrigação no MAPA e da definição da política nacional de irrigação. Expeditiva de que a mudança legal entre logo no ministro da casa civil;

- Membro da CNA relatou a proposta da ANA de indexação da tarifa da água, que suscitou debate e deliberação da manifestação de repudio da CTASI aos órgãos competentes;

- Relato do ocorrido em Correntina, BA, por Cisino (executivo da AIBA), com amplo debate e definição das manifestações que a CTASI fará de âmbito geral, na valorização da agricultura, solicitação de providências da Secretaria de Segurança Pública da Bahia e de manifestação da INEMA, que concedeu a outorga ao projeto da Fazenda Igarashi. Outras ações serão discutidas;

- Membro da SPA/MAPA citou o Moderinfra como opção de investimento nas áreas de irrigação e de barramentos, com as mesmas condições do Programa ABC e menos exigente;

- CIBiogas (Itaipu) apresentou o projeto de geração de energia e biofertilizante;

- Definiu-se o calendário das reuniões de 2018: por ocasião do Simpósio Internacional da Água em março, em local e data a ser definida, 8/5 e 11/9.