Entidade de Utilidade Pública Federal desde 1998
FEBRAPDP SISTEMA PLANTIO DIRETO IRRIGAÇÃO PROJETOS PUBLICAÇÕES ENPDP PARTICIPE
English Version
Newsletter




HISTÓRICO

Em 23 de julho 1992, reuniram-se em Cruz Alta/RS, representantes de várias entidades ligadas ao Sistema Plantio Direto (SPD) para fundarem uma instituição de caráter nacional que as representasse. O Clube da Minhoca de Ponta Grossa virou a Federação Brasileira de Plantio Direto na Palha que nasceu para congregar e representar as associações que estimulam e difundem o Sistema Plantio Direto na Palha.




Após 20 anos de existência da FEBRAPDP, houve um incremento em 30 milhões de hectares sob o SPD sendo adaptada à tração animal, à agricultura familiar e ao cerrado. Espalhou-se rapidamente por Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Argentina, Chile, Uruguai, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, Bahia e Mato Grosso. Foi o SPD que permitiu a reorganização do calendário agrícola e viabilizou a safrinha e as propostas de integração lavoura pecuária (ILP) e integração lavoura pecuária e floresta (ILPF). Na sequência surgiram as coberturas vivas e se constatou a importância da rotação de culturas, culminando no atual conceito de Sistema Plantio Direto (SPD).

Em 2013, com olhar atento às tendências e inovações agrícolas, a FEBRAPDP percebeu a importância da verticalização da atividade agropecuária e assim incorporou a irrigação como tema estratégico, o que ocasionou uma adequação estatutária e a alteração de seu nome para: Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação.
Hoje, a FEBRAPDP é referência em plantio direto e exerce papel fundamental na expansão do SPD no Brasil e no mundo. Com a contribuição de seus associados e empresas parceiras, a FEBRAPDP desenvolve pesquisas, estudos e projetos relevantes para a defesa, modernização e disseminação do Sistema Plantio Direto e da Irrigação, além da representação dos interesses dos produtores nas diversas esferas do governo e da sociedade civil.

Plantio Direto no Brasil

Na Região Sul, o alto potencial erosivo das chuvas (principalmente na primavera e verão), aliado ao desmatamento e início da mecanização intensiva para preparo do solo, principalmente a partir da década de 70, foram fatores fundamentais para que a agricultura conservacionista se desenvolvesse com a minimização do revolvimento do solo, cobertura permanente e rotação de culturas.

Em 1971, o produtor Herbert Arnold Bartz, de Rolândia/PR, começou a buscar uma alternativa ao sistema convencional que causava tanta erosão principalmente após as chuvas fortes da região. No Instituto de Pesquisa de Experimentação Agropecuária Meridional (Ipeame), em Londrina/PR, teve conhecimento de uma técnica em que eram abertos sulcos no solo para deposição de sementes e fertilizantes sem revolvimento do solo batizada como "plantio direto". Bartz seguiu para a Inglaterra e conheceu o sistema no-till (sem arar), continuou a pesquisa nos Estados Unidos onde encomendou uma semeadora Allis Chalmers para desenvolver a nova técnica em suas terras. Ao voltar para o Brasil, soube que perdera sua lavoura de trigo pela geada e enfrentando problemas financeiros começou o plantio direto semeando 200 hectares de soja.

Poucos anos depois, o SPD foi adotado em outras regiões do Paraná. Em 1974, Bartz junto com a liderança dos produtores de Campos Gerais/PR, Franke Dijkstra e Manoel "Nonô" Henrique Pereira, criaram o Clube da Minhoca, Fundação ABC, Confederação das Associações de Agricultores para uma Agricultura Sustentável (Caapas) e a Federação Brasileira de Plantio Direto na Palha (Febrapdp). Diversos Clubes de Amigos da Terra (CAT) e outras associações no Brasil foram criadas a partir do exemplo dos três agricultores paranaenses.
SEDE
Avenida Presidente Tancredo Neves, N° 6731
Parque Tecnológico de Itaipu
Edifício das águas 2° Andar sala 201.
CEP: 85867-900
Foz do Iguaçu - Paraná - Brasil.
+55 45 3529-2092
febrapdp@febrapdp.org.br
FEBRAPDP - Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação
Filiada à CAAPAS
Confederação das Associações Americanas para uma Agricultura Sustentável


Correspondência
Caixa postal: AC PTI 2140
CEP: 85867-970
Foz do Iguaçu - Paraná - Brasil.